Vantagens da refrigeração por regaseificação da Eco ice

Particularmente adequado para aplicações autossuficientes

Transmissor de refrigeração dentro da instalação de GNL

Transmissor de refrigeração dentro da instalação de GNL

As aplicações de GNL em áreas com infraestruturas precárias, sem ligação a um sistema de abastecimento de gás, são bastantes sensatas, do ponto de vista económico. Nestas áreas muitas vezes não existem grandes potências elétricas. Por isso, a produção de temperaturas baixas nestas áreas com compressores convencionais torna-se problemática. Como a refrigeração por regaseificação funciona quase sem energia elétrica, só são necessárias potências elétricas baixas.

Indicado para aplicações comerciais

A refrigeração por regaseificação da Eco ice também é adequada para aplicações em refrigeração comercial. Também pode ser aplicada num sistema com potências de refrigeração inferiores a 100 kW. Esta área foi até agora foi usada na recuperação de frio da regaseificação do GNL.

Aplicação na congelação

Ao contrário de outros sistemas de refrigeração conhecidos, os quais podem ser operados sem compressores mecânicos, a refrigeração por regaseificação da Eco ice é adequada para temperaturas úteis até -38 ° C. Ao mesmo tempo, também podem ser realizadas aplicações para o ponto de congelação, ou seja, para sistemas de ar condicionado.

Operação silenciosa

A refrigeração por regaseificação da Eco ice não precisa de compressores mecânicos. Apenas uma bomba, que faz circular a salmoura, produz um ruído muito baixo. A vibração dos compressores mecânicos, que muitas vezes representa um incómodo para os usuários, não é relevante para o nosso conceito de sistemas.

Redução de custos, rentável e sustentável

Através da utilização de aço inoxidável nos componentes essenciais, está assegurada a alta fiabilidade e disponibilidade operacional do sistema. A refrigeração por regaseificação da Eco ice não tem praticamente quaisquer peças móveis e, portanto, praticamente não necessita de manutenção e tem uma vida útil prolongada.
Como aqui apenas se usa „frio residual“, que de qualquer forma seria libertado no meio ambiente e como não são usados refrigerantes com potencial de aquecimento global e o potencial de esgotamento do ozono, as normas dispendiosas de manutenção, resultantes do regulamento relativo aos gases fluorados (Regulamento da UE) n.º 517/2014 relativo aos gases fluorados com efeito de estufa), não afetam os nossos sistemas.